ACONTECE IMOB

Artigos

Voltar

Dicas para reduzir custos na construção

Em época de crise, construtores e incorporadores precisam de alternativas para reduzir os custos de suas obras e conseguir cumprir os cronogramas e contratos firmados. Para isso, trazemos algumas alternativas que envolvem soluções tecnológicas ou logísticas para evitar desperdícios e garantir economia nas construções. Confira a seguir: 1. Invista em tecnologia Apostar em tecnologias pode

01/03/2017

Em época de crise, construtores e incorporadores precisam de alternativas para reduzir os custos de suas obras e conseguir cumprir os cronogramas e contratos firmados.

Para isso, trazemos algumas alternativas que envolvem soluções tecnológicas ou logísticas para evitar desperdícios e garantir economia nas construções. Confira a seguir:

1. Invista em tecnologia

Apostar em tecnologias pode ser um ótimo caminho para começar! O software BIM (Building Information Modeling) – confira nosso artigo sobre o assunto: (LINK) - é um modelo virtual de edificação que permite que sejam feitas simulações de todas as fases da construção, o que possibilita analisar e controlar detalhes importantes do projeto, verificar e corrigir falhas e, consequentemente, reduzir prazos, custos e desperdícios, além de aumentar os lucros, é claro.

Com o software ainda é possível integrar projetos de engenheiros e arquitetos, o que resulta em uma visualização completa da obra.

2. Utilize aplicativos

A implementação de aplicativos de gestão de obras é uma das novas tendências do mercado. Com essas tecnologias, é possível conectar o canteiro de obras a outros sistemas de gestão.

Desta forma, o aplicativo permite a coleta de dados para a integração posterior a softwares, mesmo off-line, com a opção de programar períodos de transmissão pré-determinados.

Por isso, além de substituir os controles manuais que são custosos e podem apresentar erros, essa alternativa promete aumentar a produtividade em até 20% de acordo com Auriciane Fachini, gerente geral de engenharia da construtora Sulbrasil.

3. Controle os materiais

Fazer o correto controle da quantidade de materiais despejados, como resíduos e entulhos, por meio de um sistema adequado de controle, pode proporcionar uma economia de até 30% para as construtoras, de acordo com o presidente da construtora Melon, de Minas Gerais.

Em geral, os gastos com materiais de construção influenciam consideravelmente nos valores mensais das obras e esses custos também podem ser controlados usando esse tipo de ferramenta, pois além evitar desperdícios, o sistema também tem o objetivo de elevar o nível de sustentabilidade da construção, o que significa ainda mais economia no final do mês.

4. Aposte na sustentabilidade

Como já dito no item anterior, sustentabilidade também traz economia para o bolso. Portanto, investir na utilização de tecnologias que auxiliem na redução do consumo de energia e água, por exemplo, em prédios comerciais e imóveis residenciais traz benefícios tanto para todos, tanto para os construtores e incorporadores, quanto para os moradores.

A economia pode girar entre 10% a 15% no valor total da obra, de acordo com informações fornecidas por Mauricio Salles, diretor técnico da Porto Freire Engenharia.

5. Ofereça suporte após a entrega da obra

Depois que o imóvel é entregue e está em uso, podem surgir diversas solicitações para solução de problemas relativos à obra. Portanto, investir em ferramentas tecnológicas para suporte neste período também pode ser de grande ajuda, pois possibilitam a potencialização do serviço de assistência técnica por meio do controle do fluxo de solicitações e ajudam na solução dos problemas em um menor período de tempo, o que reduz transtornos e até mesmo custos desnecessários.

E se o construtor ou incorporador tiver um sistema mapeado de todos os chamados, ele pode fazer análises mais detalhadas para identificar quais são exatamente os pontos a melhorar. Desta forma, poderá investir nesses itens nas futuras obras e ganhar qualidade e a satisfação de seus clientes.

Como você pode ver, esse conjunto de benefícios tornam a equação da construção mais equilibrada e o resultado final são processos saudáveis e o cumprimento de prazos e acordos, com ganhos para ambos os lados.