ACONTECE IMOB

NOTÍCIAS

Voltar

Crédito Imobiliário

Juros da casa própria devem subir

O mercado está vivendo o melhor momento para aquisição de imóveis. A informação é de Sergio Santana, da P&S Assessoria Imobiliária. “As taxas de crédito imobiliário devem subir porque os bancos estão no limite de suas aplicações. A tendência para 2012 é de alta neste tipo de financiamento.

14/11/2011

O mercado está vivendo o melhor momento para aquisição de imóveis. A informação é de Sergio Santana, da P&S Assessoria Imobiliária. “As taxas de crédito imobiliário devem subir porque os bancos estão no limite de suas aplicações. A tendência para 2012 é de alta neste tipo de financiamento.

 Com a possível falta de dinheiro no mercado, numa perspectiva futura, é compreensível analisar que este ainda é o melhor momento para se fechar um financiamento”, informa.



Para Santana a taxa de juros praticada atualmente está boa e o possível aumento vai refletir nos preços dos produtos. “É preciso perceber que há carência de imóveis no mercado. Faltam bons imóveis desde um simples quarto e sala a até mesmo um de três quartos. Ainda se perde muito tempo aguardando um imóvel de dois quartos para aquisição”, diz. Ele ressalta que há a expectativa de tendência de queda nos preços dos imóveis usados.
 


“A observação é pertinente porque com a entrada dos imóveis novos os proprietários precisarão de dinheiro para pagar as taxas e no mercado financeiro o maior inimigo é o tempo. Estamos avaliando um aumento no número de imóveis usados, entretanto isso não significa dizer que os imóveis novos venham a sofrer queda nos valores. Apenas haverá maior oferta de usados com tendência de queda neste tipo de produto”, cita.

Sergio Santana avalia que o melhor sistema de financiamento é o Sistema de Amortização Constante porque oferece prestações decrescentes. 

“A prestação, neste tipo de financiamento, reduz mensalmente. Aumenta no início e retrai no final gradativamente, e sem resíduos. Há ainda a questão pertinente as coberturas por morte ou invalidez. Este tipo de seguro também é importante destacar”, avalia. Santana ressalta que o seguro está embutido na prestação e, em geral, leva em conta a idade do assegurado, aumentando de acordo com a idade.
Selic - Para Sergio Santana a queda na taxa Selic não tem grande influência sobre o preço dos financiamentos. “Ela serve de base para a correção da TR. Mas vale e muito a pena pesquisar qual a melhor taxa praticada pelas instituições financeiras".