ACONTECE IMOB

NOTÍCIAS

Voltar

CBIC Hoje

Crédito imobiliário cresce 5,2% no ano

Até abril, os empréstimos para compra de imóveis somaram R$ 23,3 bilhões com recursos da poupança para este tipo de financiamento

06/06/2012

Até abril, os empréstimos para compra de imóveis somaram R$ 23,3 bilhões com recursos da poupança para este tipo de financiamento
Os empréstimos para financiamentos imobiliários com recursos da caderneta de poupança aumentaram 5,2% no primeiro quadrimestre deste ano, na comparação com igual período de 2011, segundo dados divulgados pela Abecip (Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança) ontem. De acordo com a associação, nos quatro primeiros meses de 2012, foram emprestados R$ 23,3 bilhões de recursos da poupança para este tipo de financiamento.

Mas, em abril, o volume de empréstimos foi de R$ 5,7 bilhões, com queda de 7%em relação a abril de 2011, após um período exuberante para o crédito imobiliário (comparando 1º quadrimestre de 2011 com o mesmo período de 2010, o crescimento superou os 50%). Bem mais representativa do dinamismo do crédito imobiliário é a comparação entre os últimos 12 meses, até abril, e os 12 meses anteriores: no período, os financiamentos com recursos das cadernetas de poupança evoluíram 27%, passando de R$ 64 bilhões para R$ 81 bilhões.

Unidades financiadas
Em abril, foram financiados 32,5 mil imóveis, queda de 16% em relação ao mesmo mês do ano passado. Comparando os primeiros quadrimestres de 2011 e 2012, o número de financiamentos foi, respectivamente, de 144,3 mil e 137,3 mil unidades, e a queda foi menor (4,9%). No acumulado de 12 meses, entre maio de 2011 e abril de 2012, foram financiadas 485,9 mil unidades, 8% mais do que nos 12 meses anteriores.

As unidades financiadas no ano até abril somaram 137,2 mil. Em comparação com o primeiro quadrimestre de 2011, houve queda de 4,88%. Em 2011, foram financiados 32,4 mil imóveis, 15,59% a menos do que em abril de 2011. No quadrimestre, a captação líquida da poupança (depósitos menos saques) ficou positiva em R$ 3,4 bilhões, devido à captação positiva de abril, de R$ 1,5 bilhão, a segunda do ano. Já o saldo atingiu a marca de R$ 341,2 bilhões em abril.
Abril desaquecido: no mês de abril passado foram financiados 32,5 mil imóveis , uma queda de 16% ante 2011.

Fonte: Brasil Econômico